sábado, 24 de julho de 2010

Mauricio de Sousa e sua equipe mais uma vez estão de parabéns!



Hoje assisti pela primeira vez, os episódios do desenho da “Turma da Mônica” exibidos semanalmente após o infantil matinal da Rede Globo, “TV Globinho”. Na verdade, por pouco não tive esta oportunidade, pois a energia elétrica estava oscilando sem parar. Por pura sorte, às quinze para as oito da manhã, exatamente no horário em que começam a ser apresentados os episódios da divertida turminha, a energia retornou para ficar – pelo menos por um determinado tempo...
Pois bem. Após esta introdução, tenho que expressar minha satisfação em ver a “Turma da Mônica” na telinha da TV aberta brasileira e o meu prazer em assistir os bem produzidos e animados episódios dos desenhos da turma criada pelo genial Mauricio de Sousa.
É tão bom acompanhar este grande passo para uma maior valorização da animação nacional e ver que a “nova” empreitada da MSP (Maurício de Sousa Produções) está sendo bem sucedida, visto que no último dia 17 de julho, a Rede Globo alcançou mais de dez pontos de audiência durante a exibição dos episódios de estreia da série de desenhos. Um ponto que merece ser destacado é a dublagem dos personagens. Desde que a “Turma da Mônica” passou a se aventurar no universo da animação, sempre estranhei um pouco as vozes dos dubladores. Contudo, acredito que isso se deve ao fato de ter passado a vida inteira lendo os deliciosos gibis da galera da rua do Limoeiro e conseqüentemente ter o hábito de criar na cabeça, idéias de como seriam as vozes dos mesmos. Assim, é natural achá-las um pouco esquisitas, pois são diferentes daquelas que imaginei.
Hoje, os episódios exibidos foram os seguintes: o primeiro, mais longo (cerca de 10 minutos) mostrava a busca do Cebolinha por sua bola que havia caído na casa do Louco, que aliás está mais louco do que nunca nesta série de desenhos animados; já o outro, bem mais curto, girava em torno das brincadeiras da Mônica e Magali, nas quais a pobre menina gulosa sempre acabava mal devido à força fora do comum da dona do Sansão. Tenho a impressão de que este último foi inspirado em uma história em quadrinhos que já li, assim como devem ser os demais episódios.
Enfim, a “Turma da Mônica” nunca esteve tão em alta como atualmente. Os gibis, especialmente os da galera jovem, vendem feito água e agora a televisão brasileira também conta com ótimas produções tais como são os episódios recém estreados. O único problema aparente, mas que com certeza será superado, é a desativação do "Parque da Mônica" na cidade de São Paulo, que aconteceu em fevereiro deste ano...
Desejo que esta boa fase tenha uma longa duração e que a turminha mais divertida do Brasil continue tão bem reconhecida e valorizada.
Para concluir não posso deixar de falar que a animação nacional merece muito mais espaço e incentivo para que haja uma consolidação definitiva do ramo. É necessário um maior empenho para que a produção de animações qualificadas e ricas em criatividade seja mais estimulada por meio de auxílios financeiros e de valorização pela mídia e telespectadores em geral.


2 comentários:

André San disse...

A Turma da Mônica neste sábado passou antes do treino da corrida? Achei que ia passar depois e fiquei esperando... perdi! Droga! Mas vi a estreia e sou suspeitíssimo pra falar. Aprendi a ler com os gibis da Mônica, tenho uma coleção enooooorme de revistas, que compro até hoje, e Mauricio de Sousa é meu grande ídolo. Atualmente, as historinhas das HQs estão ótimas, mais non sense do que nunca. Eu abro a revista e morro de rir a cada página! Adoro os desenhos também e achei legal que estrearam tão bem de audiência. Vida longa à turminha, agora de volta à Globo!
André San, www.tele-visao.zip.net

Augusto César disse...

Ainda não tive o prazer de acompanhar os episódios da turminha nas manhãs de sábado da Globo. É que como passo quase toda a madrugada acordado, acabo dormindo até tarde, hehehe... Mas pretendo prestigiar a animação em breve. A parceria entre a Globo e a MSP foi uma das melhores notícias que tivemos este ano, com toda certeza - algo que já deveria ter acontecido há tempos!

Parabéns pelo post, Júnior! Abraço!