domingo, 16 de agosto de 2009

Pânico 4?


Na terça-feira passada, ao acessar um certo site especializado em cinema, me deparei com a inesperada e não tão recente notícia de que a trilogia Pânico pode deixar de ser trilogia e ganhar mais um filme em 2010.
Como eu disse, a informação não é nova e já havia sido confirmada há dois meses atrás, quando o casal de atores Courteney Cox Arquette e David Arquette (a Gale Weathers e Dewey Riley da famosa trilogia) declarou que um novo filme da série estaria em seus planos.
Na nova produção, o relacionamento entre Gale e Dewey seria o centro dramático da história, que se passaria dez anos após os brutais assassinatos do terceiro filme.
Em entrevista ao site Sci. Fi Wire, Courteney Cox se mostrou muito entusiasmada com o retorno da franquia e com a oportunidade de interpretar novamente a ambiciosa, maliciosa e ao mesmo tempo querida jornalista Gale Weathers:
“Ela tem um filho agora. E casou-se com Dewey”, declarou Courteney. Questionada sobre a possibilidade de uma nova trilogia, ela expressa cautela: “Eu penso um dia de cada vez. Mas já conheço a idéia para Pânico 4, e é fantástica”.
O roteirista dos três filmes anteriores, Kevin Williamson, declarou ao site que na nova produção, o distraído e abobalhado Dewey é promovido a xerife e que a inesquecível máscara do serial-killer retornará e será usada por mais de uma pessoa, assim como aconteceu nos dois primeiros longas,
“E imagine como deve estar a franquia de filmes ‘Stab’ hoje em dia”, diz o criativo roteirista, fomentando a curiosidade dos admiradores da trilogia. Para quem não se lembra, “Stab” (Punhalada) é um filme produzido dentro do próprio filme, baseado no livro de Gale Weathers, que narra os crimes ocorridos em Woodsboro.


Segundo o Weinstein. Co, as filmagens estão previstas para começar entre outubro e novembro. Assim que Kevin Williamson terminar de redigir o roteiro, Wes Craven, o homem por trás dos três primeiros filmes da série, decidirá se dirige ou não o quarto título. O próprio Wes Craven teria insistido que a história foi criada como uma trilogia e que, portanto deveria acabar no terceiro filme.
Como fã da trilogia, eu concordo com a opinião de Wes Craven. Apesar de existir aquela curiosidade natural para saber como seria concebido este quarto filme, acho que a trilogia “Pânico” já está consagrada e encerrada, e deveria permancer como tal.
Além disso, a ausência da personagem Sidney (interpretada pela competente Neve Campbell) seria muito estranha aos olhos dos fãs e admiradores da produção. Sidney sempre foi o centro da trama de asssassinatos e perseguições... Mudar isso agora não seria bem-vindo de forma alguma. Outro fator importante é o seguinte: será que um filme deste estilo, recheado de um tema tão abordado pelos cinema norte-americano, faria tanto sucesso como aconteceu no passado?
As dúvidas são muitas e as certezas bem poucas. Agora é esperar o desenrolar dessa história toda...


4 comentários:

aionr disse...

seria uma b oa ideia
mas talvez mais um desgastaria os primeiros filmes.

Tô Ligado disse...

fala Grande Junior!!!! Velho, fui lendo seu post e me animando, mas fiquei embasbacado com o fato da Sid não fazer parte do filme!!! Melhor deixar como está... sou fã dessa franquia mais que qlq outra e tbm sou muito fã da Neve. Quem assiste PANICO, sempre lembra dela. Não tem sentido um filme sem ela!!! op's acho q falei d+. Melhor ainda... quero um 4° filme com os três principais!!!

Boa semana!
Brunno

Keli disse...

A consagrada trilogia deve permanecer como está, consagrada. O quarto filme não é uma boa idéia ainda mais por que não continuará com os atores dos filmes anteriores.
Saudações,

Keli Wolinger

BLOGARITMOX disse...

eu não assistiria!