quarta-feira, 13 de maio de 2009

Censura ou defesa da sociedade?

Há alguns dias atrás, assisti num noticiário de TV uma reportagem sobre um certo comercial britânico da entidade Women's Aid, que luta contra as agressões domésticas em todo o Reino Unido e ajuda mulheres que sofrem tais abusos.
A campanha coincidentemente estrelada pela atriz inglesa Keira Knightley (que foi a atriz escolhida para a estréia da seção "Destaques do cinema" aqui no blog) mostra uma mulher que apanha do companheiro após um dia de trabalho num estúdio cinematográfico. O motivo? Ciúmes da namorada, que segundo ele estaria tendo um caso com um colega de trabalho.
O comercial de pouco mais de 2 minutos, incentiva as pessoas a denunciarem a violência doméstica, ajudando assim os amigos e familiares que passem por este problema tão comum hoje em dia, nos mais diversos países do mundo.
O problema é que o comercial foi banido da televisão britânica por conter cenas consideradas muito fortes e chocantes. Sendo assim as pessoas ficaram sem esse grande estímulo para a denúncia de casos de agressão doméstica...
No meu ponto de vista, foi um grande erro retirar o comercial da TV britânica, pois o mesmo com certeza provocaria um efeito bem positivo no combate à violência contra as mulheres. Um exemplo disso é que há pouco tempo, na Espanha, uma série de comerciais bem agressivos e até mesmo chocantes que alertavam contra as graves infrações no trânsito, fez as estatísticas de acidentes naquele país cairem vertiginosamente, tendo assim um resultado mais que satisfatório. Ou seja: às vezes é necessário partir para uma atitude um pouco mais enérgica para acabar com alguns problemas que atingem a sociedade.

E vocês o que acham? Foi correto retirar o comercial da entidade Women's Aid do ar? Comentem!

Assista abaixo o vídeo do polêmico comercial com Keira Knightley:

video


Nenhum comentário: