quarta-feira, 1 de setembro de 2010

Especial VMA


 Britney Spears + Uma Python +
“I’m A Slave 4 You” = Polêmica³


A menina inocente e angelical do interior da Louisiana, sul dos Estados Unidos, havia crescido e estava mais do que pronta para mostrar a tudo e a todos que não iria poupar esforços para concretizar a sua nova fase artística de ícone musical, sensual e voluptuoso.
Em 06 de setembro de 2001, Britney Spears incendiou o palco do Video Music Awards, no Metropolitan Opera House, em Nova York, com uma performance que ficou marcada como sua consagração incontestável no palco da premiação. Quem teve a genial e instigante idéia de unir a Princesa do Pop – como na época já era conhecida mundialmente – a uma cobra albina, em uma apresentação repleta de sensualidade acertou em cheio no pontapé inicial da nova e arriscada fase da artista.
Se Spears tinha o desejo de dominar completamente o palco do VMA e preenchê-lo com uma atmosfera selvagem e excitante ela conseguiu. Conhecida por suas super produções em performances de palco, a cantora surgiu enjaulada junto a um tigre branco, e com uma lúbrica roupa verde em um cenário simulando uma floresta deu início à apresentação que para a surpresa de todos não seria nada semelhante àquelas que já havia brindado ao público. Aquela foi a primeira vez que este mesmo público ouviu o hit “I’m A Slave 4 You”, canção esta que caiu como uma luva na nova proposta desvendada em tal performance.


Em determinado momento, após desempenhar seus exímios e imitados passos de dança, Britney dirige-se a uma de suas bailarinas que tivera a ingrata missão de segurar a cobra albina durante os primeiros instantes da atuação. Para delírio da platéia, a Princesa do Pop recebe o animal e o coloca em seu pescoço, dando em seguida continuidade à performance. Nem aqueles que não admiram o trabalho e a carreira de Spears podem negar que tal momento é arrepiante, observados os riscos corridos pela artista durante essa parte do desempenho, além do clima de combinação de sensualidade e perigo iminente instaurado no palco do VMA.


Ela continua a dançar, exibe a Python para o público presente em determinada parte do palco, desloca-se com aparente naturalidade, a despeito da cobra albina sustentada em seu pescoço e encerra a performance com maestria. Acabara de acontecer ali a mais ousada e perigosa apresentação de toda a sua carreira de 11 anos. Isso se ela não aprontar mais em seus próximos trabalhos...

Curiosidades:
  • Em agosto de 2008, a MTV Network elegeu a performance de “I’m A Slave 4 You” como o momento mais memorável da história do VMA;
  • A utilização de animais exóticos na apresentação, como um tigre branco e a Python albina, geraram imediatamente críticas severas de organizações dos direitos dos animais, especialmente da PETA (Pessoas pelo Tratamento Ético dos Animais). Eles acusavam Spears de exploração de animais em favor do show business;
  • Alguns fatos que passam despercebidos durante a extensão da performance são bem interessantes e merecem ser destacados. Como por exemplo, no momento em que Britney recebe a cobra albina das mãos de sua bailarina, em 2:23 min. Observe que esta tenta mostrar discretamente à cantora o modo correto de segurar o animal para evitar riscos maiores. Contudo, a artista – possivelmente nervosa com o que teria que enfrentar – não atenta às indicações implícitas da dançarina e passa a segurar a Python de maneira perigosa, ao não colocar a mão próximo à cabeça do animal. Britney corre assim um risco iminente de um ataque da cobra albina, já que sua cabeça não estava sendo contida como deveria. Outro ponto interessante é notado aos 2:56 min. Britney Spears desloca-se pelo palco e ao passar próximo à uma das bailarinas, esta leva um bem disfarçado susto e desvia imediatamente da cantora, em especial do animal que ela conduzia ao pescoço. Confira no vídeo, acima.
 Hoje, excepcionalmente não será publicado o "Flash VMA".
 Próxima semana tem mais especial.
Não percam!

3 comentários:

• blogaritmox • disse...

As pessoas reclamam de tudo! Aposto que os animais foram bem tratados. A Britney ainda estava no auge naquela época - antes dos escândalos que resultaram na cabeça raspada. Veja como o público delira a cada movimento dela no vídeo. Eu nem gosto da música, mas é uma performance que enche os olhos.

Parabéns pela pesquisa e pelo material apresentado, cara! Astronauta de Ouro pra você.

alan raspante. disse...

hahahaha ... a Britney gosta de uma cobra, né ? hehehehe
Enfim, espero que ela volte a fazer grandes apresentações como esta!

Anônimo disse...

Olha, eu não gosto muito dela, mas tenho que admitir que nessa época ela estava muito linda. Muito mesmo. Pelas fotos, dá pra notar.

Hoje ela continua bonita, mas nessa época...

Eduardo